segunda-feira, 6 de abril de 2009

Sempre...nunca... ou tudo é relativo.

Tudo na vida é uma questão de escolha. Essa frase carrega em si uma grande responsabilidade. Porque se somos responsáveis por nossas escolhas, isso quer dizer que não podemos colocar em ninguém a culpa por tudo o que acontece em nossa vida.

Parece até frase de livro de auto-ajuda. E bem poderia ser. O fato é que tenho me questionado se tenho feito as escolhas certas. Eu sempre tive certeza das coisas que quis. Eu sempre tive plena convicção das renúncias que eu havia feito. Eu sempre soube muito bem o que eu queria para minha vida.

Então por que essa confusão agora? Confusão não. Não chega ser uma confusão porque minha cabeça ainda é uma coisa séria (ahãm...) e eu ainda sei o que quero (pelo menos acho que sei). Mas uma sensação de estar vivendo pela metade. Uma vontade de mudar os planos. De fazer tudo de outra maneira.

Dizem que por mais que a gente não queira, chega um momento em que olhamos para trás. Talvez seja apenas isso...um olhar para trás.

Gosto muito da minha vida da maneira como ela é. Tudo bem que algumas coisas poderiam ser melhores: meu salário, meu cabelo, meus vizinhos. Mas o que me incomoda é que estou sentindo falta de alguém que nunca fui, de coisas que eu nunca tive, de coisas que eu nunca vivi, de coisas que poderiam ter sido e não foram.

É, eu não sou normal.

E o pior de tudo... é acreditar e ter certeza que são coisas que sempre estiveram ao meu alcance mas que eu nunca quis (ou tive medo) que acontecessem. Ou talvez no fundo eu não tenha me sentido merecedora. Enfim...deve ser só a vida brincando de abalar minhas certezas.

Ou uma maneira de fazer eu entender que nem sempre as coisas saem como planejadas. Que nem sempre a razão prevalece sobre a emoção. Que os sentimentos são mais importantes. Que as aparências enganam. Que só somos felizes quando seguimos nosso verdadeiro caminho. Que a voz do coração é poderosa. Que tudo acontece no momento que tem que acontecer.

Que está na hora de eu encerrar este post, que isto aqui está ficando paranóico demais para uma segunda-feira.

2 comentários:

Fabiana disse...

Obrigada pela visita.Que bom que vc é mais uma que gosta de coisas simples. Estamos precisando simplificar, no mais vc tem razão: somos responsáveis por nossas escolhas mas nem sempre entendemos bem o que isso representa.
bj

Lilith disse...

Mesmo sendo difícil...é isso...ou fazemos nossas escolhas e arcamos com a responsabilidade por elas...ou só deixamos a vida passar, como expectadores...bjão.