sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Amar exige coragem!


Reza a lenda que eu tenho o coração de pedra, que eu não me envolvo emocionalmente com ninguém, que eu sou muito difícil de gostar de uma pessoa, que eu tenho fãs interessantes, mas que eu não me interesso em namorar ninguém...talvez a imagem que eu passe seja esta mesma, mas as aparências enganam....

Eu não sou essa pessoa insensível que todos acham que sou. Confesso que eu uso sim uma armadura para me proteger, todos nós usamos, ninguém sai por aí expondo seus sentimentos para todo mundo (aqui no blog é diferente)....principalmente quando você sabe que a pessoa não sente o mesmo que você ou quando você sabe que a pessoa não respeita o sentimento de ninguém.

Quem me conhece bem de perto sabe o quanto eu sou manteiga derretida...novela, filmes, livros invariavelmente fazem as lágrimas escorrerem dos meus olhos. Cenas, histórias tristes, desentendimentos....só meu travesseiro sabe do que estou falando. Que eu me faço de forte mas que chega uma hora que eu não aguento e choro de soluçar (detesto quando isso acontece, são raras as vezes que acontece, mas acontece).

Sou amiga, adoro ser psicóloga dos meus amigos e amigas, gosto de ouvir as pessoas desabafarem, ajudo sempre no que posso, acredito que atitudes valem muito mais que qualquer palavra...

Mas também sei ser dura quando a situação assim o exige, não tenho a mínima vocação para ser cachorrinho de estimação, que leva patada e está sempre ali abanando o rabo com a língua de fora. Tenho amor próprio, por mais que eu goste da pessoa ser sempre magoada acaba fazendo eu me afastar, me fechar novamente.

Podem dizer que eu sou antiquada, romântica, fora de moda....mas quando me envolvo com alguém quero ser bem tratada, me sentir especial, ter uma companhia agradável para dar risadas, conversar sobre todos os assuntos, passear, etc...


Não, eu não estou esquecendo que tem que existir atração física, aliás, eu acho que atração física é o item mais importante porque senão seria somente amizade, não é mesmo? Mas para que essa atração física de torne algo especial tem que existir outras coisas também, como respeito, carinho, atenção, sinceridade....porque senão não acontece a coisa mais bacana de se estar com alguém, que é a intimidade, confiança.

Eu desconfio que talvez eu nunca tenha amado alguém de verdade, claro que já me apaixonei... mas eu ainda não encontrei e estou perdendo as esperanças de encontrar uma pessoa que me faça acreditar no amor verdadeiro, que me faça querer ser uma pessoa melhor do que sou hoje, que dê um sentido novo à maneira como eu vejo o mundo, que quebre todos os meus paradigmas e que me faça ver que eu não tenho razão sobre nada.

2 comentários:

Nando disse...

Bela descrição de si... parece virginiana feito eu hehehe...

Fabiana disse...

As vezes penso que o amor não é tudo que os livros infantis nos ensinaram e que está ai por toda a parte. O fato de vc se importar com o outro já é um traço do amor... também sou meio durona mas tenho tentado amansar esse coração que tem é medo de sofrer isso sim. bjs